Navegando pelo mundo da Net, encontrei e trouxe para cá estes grandes achados.São pessoas talentosas que escreveram o que eu gostaria de ter escrito. Todos os textos estão com os devidos créditos. Meus parabéns a todos eles! Rejane

[s375x320.htm]

“Quem escreve constrói um castelo, e quem lê , passa a habitá-lo.”

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Dicas Evolutivas * Paixão pela Vida!



Por Antônio Caldas Coni Neto

Pode ser que em algum momento de nossa vida sintamos a necessidade de "parar" e "olhar" em torno de nós. E pode ser que percebamos o quanto estamos presos a situações que não nos serve mais. Percebamos o quanto a "nossa mochila" tem estado pesada, o peso que dificulta o nosso caminhar. E daí sintamos uma necessidade de nos "livrarmos" de tudo isso, "jogarmos fora".

A notícia é que não é rejeitando aquilo que sentimos que não nos serve mais que iremos tornar a nossa vida mais leve, mais livre, que iremos nos tornar mais felizes. O "desapegar-se" está intimamente relacionado à expressão "deixa ir" associada a uma "nossa visão" em nosso coração de algo que irá ocupar o espaço que vai ficar vazio. Algo mais leve, mais lindo, mais bonito, mais colorido, que vai preencher o novo espaço, que vai fazer nos sentir melhor, nos sentir bem com a vida, com o "novo viver".

E não esqueçamos de agradecer a tudo aquilo que não nos serve mais, mas que nos serviu. Que um dia foi leve, foi prazeroso, esteve a nosso serviço, mas que tornou-se pesado, pois, caminhamos, evoluímos e são outras as nossas necessidades. A gratidão que nos libera, a oração que nos liberta.

Logo, ao invés de forçarmos, de abandonarmos aquilo que "não queremos mais" para nossa vida, agradeçamos e vamos nos concentrar no que o nosso coração profundamente anseia. Esta é uma atitude que vai dissolver, "transformar" aquilo que não nos serve mais.

O universo nos foi dado para estarmos nos apaixonando por ele e partir deste "estado de paixão", a partir de uma paixão que escolhemos para nossa vida, criarmos de novo, continuarmos a experimentar a vida feliz, experimentarmos "deus" criador em nós.

Tenhamos paciência e perseverança com o "deixar ir", já está indo! E descubramos uma "nova paixão" para nossa vida. A paixão que "brote do coração", do coração puro, do anseio de uma vida feliz, alegre, conectada ao nosso "ser", ao propósito da alma. A paixão por uma vida que tenha um sentido de realização, de plenitude. A paixão compassiva por si mesmo, pela alma que caminha há muito tempo, desejando evoluir, desejando realizar-se.

2 comentários:

Antonio Caldas Coni Neto disse...

Olá Rejane,
Fico feliz! Aquilo que admiramos no próximo, ainda que não consigamos ver, ainda que exista um nevoeiro impedindo enxergar, está em nós. É um questão de deixar o sol nascer, o dia esquentar e a névoa baixar, para enxergar! Saúde, Alegria e Caminho ...!

Denise disse...

O anseio de nosso coração é o indício do caminho a seguir. Visitei o Antonio e já add, muitos assuntos interessantes, enorme sensibilidade na escolha dos temas.

Essa tua iniciativa, Rê, vai promover indicações preciosas.
Bjos

Leia no arquivo.